Fases finais dos torneios agitam o futebol brasileiro

Posted in Esporte by Colaborador on 31/05/2007

Gremio

Libertadores da América – Primeiro jogo da semifinal

[Grêmio 2 x 0 Santos]

“Até a pé nós iremos… para o que der e vier… mas o certo é que nós estaremos… com o Grêmio onde o Grêmio estiver”. Salve, salve! Pra alegria de metade do Rio Grande do Sul – e tristeza da outra metade – o tricolor gaúcho deu um importante passo em busca da final do mais importante torneio de futebol das Américas.

Tiro o chapéu pro treinador gremista Mano Menezes. Fez o resultado no primeiro tempo, tirou o meia Tcheco que estava jogando no sacrifício e anulou completamente o ataque santista – que ainda carece de um “homem gol”. É esperar pra ver se o Santos terá fôlego para dar a volta por cima na Vila Belmiro. Acho complicado.

Fluminense

Copa do Brasil – Primeiro jogo da final

[Fluminense 1 x 1 Figueirense]

Se cada time tivesse que ser batizado com um ditado popular, o do Figueirense certamente seria aquele que diz “mais sorte que juízo”. Mais um gol espírita no fim do jogo garantiu um bom resultado para o alvinegro. Tudo bem que o Fluminense acabou empatando a partida. Isso é detalhe. Como o regulamento da competição dá peso maior aos gols marcados fora de casa, foi melhor para os catarinenses empatar em 1×1 do que em 0x0.

Quando o jogador Henrique do Figueira marcou um golaço no fim da partida, imaginei o que passou pela cabeça do treinador do Flu, Renato Gaúcho. Vice no ano passado com o Vasco, Renato certamente viu um filme passar em sua cabeça.

Fluminense e Figueirense disputam a final da competição, mas nem por isso tem grandes equipes. O jogo foi na maior parte do tempo sofrível. Muita raça e pouca técnica. Com isso, acho impossível arriscar um palpite. Talvez o fato de decidir o título em Florianópolis, ajude o alvinegro catarinense. Talvez…

 

Breno Oliveira
Que assistiu Fluminense x Figueirense e escutou Grêmio x Santos

Anúncios

Pegada esportiva

Posted in Apresentação by Colaborador on 31/05/2007

Futebol

Salve, Salve! Meu nome é Breno Maciel de Oliveira, tenho 20 anos e estou aqui procurando novas amizades. Opa…. não é bem isso! Na verdade, o motivo pelo qual estou me apresentando é outro. Fiquei responsável por informar e comentar sobre o fascinante mundo dos esportes. Sem preconceito… vou falar do futebol ao badminton. Hmm… Ok, ok. Talvez eu tenha exagerado um pouco. Mesmo assim, vou tentar ser o mais abrangente possível.

Só pra constar, eu sou natural de Itajaí, mas carrego uma pacata cidade do norte do estado de Santa Catarina no coração. Sou apaixonado por São Francisco do Sul, a cidade onde cresci e aprendi o pouco que sei.

Apaixonado por esportes em geral, respiro esse assunto 24 horas por dia (me senti o Jack Bauer agora). Acho que a melhor forma de falar sobre um esporte, é conhece-lo e se possível pratica-lo. Por isso, ao longo dos anos me envolvi em diversas modalidades. Já pratiquei vôlei, basquete, tênis de mesa, xadrez, handebol, atletismo (fui até correr a São Silvestre!) e até joguei futebol americano na praia. Hoje em dia, minha vida de atleta está limitada ao futebol society de sábado e ao futsal de domingo.

Vascaíno de berço, aprendi – e estou aprendendo – com o tempo a separar a paixão por um clube da profissão que escolhi (ah, quase me esqueço! Sou acadêmico do quinto período de jornalismo na Univali). No momento, apresento o programa “Galera do Esporte” na Rádio Conceição FM. O programa tem uma hora de duração e vai ao ar de segunda a sexta às 12h30min.

Por enquanto é isso. Vida longa ao Pega no meu blog. Como diz a música… “que seja eterno enquanto dure”.

ABRaços

 

 

BReno Oliveira
Que digitou a apresentação assistindo Fluminense x Figueirense

 

Um passeio na poltrona de Paul

Posted in Música by Colaborador on 31/05/2007

Paul

Mesmo com a memória quase cheia, mais algumas canções-que-ficarão-pra-sempre-na-memória ainda são aceitas facilmente pelo paladar de beatlemaníacos e amantes da música em geral. Sir Paul McCartney, em seu 21º disco, “Memory Almost Full”, consegue, mesmo com alguns passos em falso, nos apresentar uma produção sonora de muita qualidade.

Na poltrona que aparece na capa do álbum você deve sentar. Acomodado, você olha pra frente e percebe o que 64 anos de vida podem representar. Quantas experiências já vividas, quantas coisas o ouvido já recebeu e quantas brincadeiras as mãos musicais de Paul já fez. Nas seis primeiras faixas você, sentado, vê a modernidade contida do ex-beatle. A criatividade aparece sem exageros.

Um bandolim na primeira faixa, “Dance Tonight”, faz você tentar adivinhar se a canção era pra ser alegre ou não. “Ever Present Past” e “Only Mamma Knows” soam mais modernas. São mais energéticas, com uma batida dançante e o velho trejeito na voz de McCartney. Ainda nessa primeira parte do disco temos a intimista “You Tell Me” e a obscura “Mister Bellamy”.

Agora, cuidadosamente, você vira a poltrona pra trás e respira os ares passados, a nostalgia. “Gratitude”, um gospel cheio de energia agradece e abre caminho. Em “Vintage Clothes” você veste as roupas musicais de décadas anteriores enquanto Paul avisa pra não se agarrar ao passado.

É quase no fim que aparece uma canção-confissão. Aquele meninão que compôs a divertida “When I’m Sixty Four” agora assobia e visualiza que “No fim do fim / É o começo de uma jornada / Para um lugar melhor / E isso não é ruim / Um lugar tão melhor / Deve ser especial / Não precisa ser triste / No dia em que eu morrer / Gostaria de piadas sendo contadas / E histórias da velhice sendo enroladas como tapetes / Nos quais crianças brincaram / E amarrotaram enquanto ouviam velhas histórias”.

O álbum termina com um vocal energético, servindo de recado pra quem diz que “Memory Almost Full” não é bom. Como já falei com um amigo meu, e ele mesmo disse, lembrem-se, ele é Paul McCartney. Poderia ter se perdido no caminho, mas a cada disco ainda nos dá de presente três ou quatro hits. Quero chegar aos 64 assim. E quero ter minha própria poltrona e minha própria memória quase cheia.

Paul McCartney
Memory Almost Full
5 de junho, Hear Music

disco

 


Clipe – Paul McCartney – Dance Tonight

Vinicius de Oliveira
Que está sentado na sua poltrona ouvindo

We are lost without Lost!

Posted in Televisão by Colaborador on 30/05/2007

urso

Nove meses. Dá para gerar um filho neste que será o maior intervalo entre dois episódios de Lost. O sensacional Season Finale da terceira temporada torna a abstinência ainda mais sofrível. Não é à toa que Lost voltou a ser a série mais vista do Brasil, ultrapassando o público de Heroes em 50% (217.903 a 148.174).

Mas o que os inúmeros fanboys de Lost farão até fevereiro? Apenas tocar a vida é complicado, quando sequer se sabe se Jack e sua trupe estarão a salvo. Pensando nisto, a ABC produz uma série de mimos neste incômodo intervalo.

Dia 31 será divulgada a data de lançamento do box de DVDs da terceira temporada. Os episódios deverão vir acompanhado dos tradicionais extras, como entrevistas, cenas de bastidores e deletadas, além de um demo do aguardado jogo de Lost para Xbox 360 e Playstation 3 (Sem previsão de lançamento).

Quem não tem grana para DVD pode rezar por um Lost Experience 2. Ou deliciar-se com os recém-nascidos spoilers da quarta temporada, que estão mais para especulações do que qualquer coisa. Lá vão dois bem inocentes e prováveis: o ator que interpretará Jacob ainda não foi escalado, e finalmente veremos um flashback da Rousseau.

[+] Mapa da ilha de Lost

Francisco da Silva
Que colaborou sob pressão

Meu maior clichê

Posted in Apresentação by Colaborador on 30/05/2007

Perfil

Se apresentar é uma tarefa difícil. É nessas horas que você percebe que o que você sabe sobre você não interessaria no espaço dessa apresentação e o que você não sabe sobre você seria o mais importante, o mais verdadeiro, mas você não sabe. Por isso, para iniciar meu “perfil”, apresento meu maior clichê, conhecido por todo mundo. Sou apaixonado por música.

Agora as formalidades. Meu nome é Vinicius de Oliveira, gosto quando me chamam pelo diminutivo “Vini”. Trabalho no jornal-laboratório da Univali, o Cobaia, produzo e apresento o programa Plano B, sobre indie rock, na rádio Univali, todas às quartas, onze da noite, além disso, mantenho um blog sobre música, o Arcoirá. Tenho 21 anos e estou no 5° período de jornalismo.

Minha função no blog será falar sobre minha paixão, a qual revelei lá em cima, a música. Adoro metaforizar na crítica musical. Não utilizar apenas rótulos, mas tentar explicar o que se sente ao ouvir determinada canção ou banda. Espero que minha colaboração agrade. Seja bem-vindo.

 

Vinicius de Oliveira
Que queria muito um banjo de cinco cordas, como o da foto

[+] Programa “Plano B”

[+] Arcoirá

 

Café da manhã em Plutão

Posted in Cinema by Sal on 29/05/2007

Café da Manhã

Dica, dica, dica!!! Café da Manhã em Plutão (Breakfast on Pluto – Inglaterra/Irlanda, 2005), filme adaptado da obra literária de Patrick McCabe, com direção de Neil Jordan e que traz no elenco nomes como Cillian Murphy, Liam Neeson, Ruth Negga, está nas locadoras de todo o País.

A trama conta a história de Patrick Brady, interpretado pelo excelente Cillian. Este fora abandonado na porta de uma igreja, quando bebê, por sua mãe. Após ser adotado por uma família local o rapaz torna-se motivo de um profundo desgosto para seus pais por seu interesse, digamos assim, aos artigos exclusivamente femininos.

Quando decide encontrar seus pais biológicos, nada mais nada menos que uma empregada doméstica e um padre, Patrick já é um adolescente e quanto mais investiga seu passado, mais surpreendente torna-se a sua história.

O diretor Neil Jordan também assina o roteiro da produção. O longa foi elogiadíssimo no Festival de Cinema do Rio, em 2005 e para muitos críticos é a interpretação da vida de Cillian Murphy. Para quem não está lembrado, o ator interpreta o vilão Espantalho no filme Batman Begins e ficaria com o papel do morcegão, segundo o diretor da película, Christopher Nolan. Só não ficou por que seu tipo físico não era adequado ao Bruce Wayne/Batman.

Em uma primeira impressão o longa-metragem pode parecer um drama denso, mas não é, longe disso. Bem dirigido, bem interpretado, com boa trilha sonora (que traz Cole Porter, Harry Nilsson, T-Rex, Van Morrison entre outros) e uma fotografia impecável, Café da Manhã em Plutão é um filme divertido que merece a locação.

 

Ariston Sal Junior
Que ainda não decidiu uma assinatura

 

Pega no meu, pega no seu, pega no nosso!

Posted in Apresentação by Colaborador on 29/05/2007

William

A vontade de ter um blog não é nova. Na verdade, eu já tive algum(s) deles, mas todos pereceram pelo mesmo motivo: falta de atualização constante. Mas como as vezes as coisas acontecem, aconteceu de eu estar conversando com o Cloreto de Sódio (o Sal) e com o Joel sobre um blog comunitário, e pra minha alegria, ambos acharam a idéia ótima.

Depois da concepção, não levou nem um mês pro nosso “Pega No Meu Blog” estar na rede, com a colaboração de mais uma penca (ta, não é tanta gente assim), que colocará aqui muita informação, opinião, crítica e bom humor.

Eu, como um dos pais do projeto, postarei um pouco de cada coisa que eu gosto, e olha que eu sou beeem eclético, em relação a tudo (quer dizer, em relação a quase tudo). Como vocês já devem ter lido (Não leu? Leia aqui), estamos esperando as opiniões e colaboração de quem estiver a fim de divulgar suas opiniões.

Ah, não falei sobre mim né? Bem, sou William, tenho 21 anos, solteiro, me formo em jornalismo este ano, sou palmeirense fanático, cinéfilo inveterado de Quentin Tarantino e Pedro Almodóvar, ouvinte maníaco de Placebo e Los Hermanos, poeta, diretor de cinema amador e cozinheiro experimental. Tá bom assim, né?

Enfim, aproveitem o blog!

William De Lucca
Que está cheio de coisas para fazer e pouco tempo para tudo

[+] Fotolog 

[+] Desacordo 

 

Toque feminino

Posted in Apresentação by Colaborador on 29/05/2007

Scorpion

Meu nome é Slain Franco Rosa, se pronuncia Isláin, e o nome original é Sly, portanto nada de traduções (rs). Mas pode me chamar de Lalai, pois é mais fácil. Se todos que fossem ler minhas características entendessem de signos do zodíaco, eu simplesmente diria que sou de escorpião (rs). Como qualquer pessoa, eu tenho minhas qualidades e defeitos. Sou muito amiga seja com quem for, mas não pisa no meu calo ou nem ao menos minta pra mim, porque da mesma maneira que posso te amar, posso te esquecer e ignorar. Como diria Marisa Monte: “…sou pequenina e também gigante”.

A princípio eu ia escrever somente sobre sexo e relacionamentos, não que eu seja especialista no assunto, mas é um tema que me identifico, e gosto de conversar (rs). Mas resolvi abranger e, digamos que fiquei com a editoria de Comportamento. Entrei de gaiato no navio, pois era praticamente o clube do Bolinha, mas como sou metida =), a Luluzinha aqui resolveu participar, e espero que dê certo.

Slain Franco
Que o editor não pensou uma assinatura

Fifa proíbe partidas internacionais acima de 2.500m

Posted in Esporte by Colaborador on 28/05/2007

Futebol

La paz, Potosí, Oruro?

Salve, salve! Desde o empate entre Flamengo e Real Potosí, pela Copa Libertadores da América 2007, o assunto da tão temida altitude ganhou força no cenário do futebol brasileiro.

A Fifa (Fédération Internationale de Football Association) resolveu dar um basta na história. Jogos com altitude superior a 2.500m estão proibidos em competições internacionais (como a Copa Libertadores da América, Sul-Americana e Eliminatórias da Copa).

No dia 16 de fevereiro desse ano, Juca Kfouri escreveu em seu blog sobre o assunto e intitulou o post como “Autoridades esperam tragédia para impedir jogos na altitude”. Felizmente, não foi necessário que nada de mais grave acontecesse.

Fica agora uma dúvida. Se clubes como o Real Potosí não poderão jogar em suas cidades/estádios, quem vai arcar com o aluguel do novo campo, hotel, locomoção da equipe e tantos outros gastos? O clube tem o seu estádio, mas por uma decisão do órgão máximo do futebol, não poderá utilizá-lo.

E outra: se os brasileiros como o Flamengo se queixaram da altitude, os bolivianos do Real Potosí reclamaram do forte calor que enfrentaram no Rio de Janeiro. E agora… vão proibir os jogos onde existe muito calor?

[+] www1.folha.uol.com.br/folha/esporte/ult92u300090.shtml
[+] www.fifa.com

 

Breno Oliveira
Que escreve sobre esportes

SALve, SALve!

Posted in Apresentação by Sal on 28/05/2007

Cristo

Eu sou o Ariston Sal Junior, mas podem me chamar apenas de Sal, um carioca “da turma de 71“, do signo de áries, amante de música, filmes e quadrinhos, sem dispensar uma boa literatura básica. Eclético quanto as minhas predileções, escuto de Billie Holiday a Rolling Stones, assisto de Fellini a Spielberg, leio de Augusto dos Anjos a Ruy Castro.

Gosto de pessoas (que bom né? mas os bichinhos também são gostados por mim), de trocar idéias, experiências e como já dizia o bom e velho Rei Lagarto, Jim Morrison, “prefiro um banquete entre amigos do que uma família gigante”. Acadêmico de Jornalismo na UNIVALI, da cidade de Itajaí, no Estado de Santa Catarina, hoje resido numa cidadezinha litorânea chamada Balneário Camboriú. Aliás, a oitava cidade em que moro.

Sou um dos idealizadores do site e contribuirei semanalmente com textos sobre filmes, novos e velhos. Convoco a todos para participar, expandindo o artigo, seja concordando ou não com o escrito. Como um agradável bate-papo à mesa de um bar.

Ah! escrevo letras de músicas e alguns amigos me chamam de poeta.

Sejam bem-vindos!!!!

beijos pra quem é de beijos,
abraços pra quem é de abraços!

 

Ariston Sal Junior
Editor do Pega No Meu Blog

Tagged with: ,