No dia do lançamento que entrou para a história

Posted in Música, Relato by Colaborador on 05/06/2007

Disco

Memórias de um apaixonado por música que viveu o dia do lançamento do Sgt. Peppers Lonely Hearts Club Band

E lá se foram quarenta anos. Impossível relatar tudo que passou, que passamos, que vimos passar ou nem nos demos conta.

Lembro de comprar calças listradas como as que Brian Jones usava…

Havia uma pequena loja de roupas na Avenida Santo Amaro, em São Paulo. O dono, um velho danado de esperto, oferecia umas camisas de cores acrílicas como era moda e quando as vestíamos, ele segurava por trás, apertando-as em nossos corpos dizendo, “Olha como serviu direitinho”, e comprávamos camisas extremamente coloridas e largas o suficiente para abrigar dois de nós.

Também na Avenida Santo Amaro, o saudoso Ronnie Cord tinha uma lojinha de discos. Lá, empenhando uma boa parte do meu salário de office-boy eu comprei o Their Satanic Majesties Request, mono. Capa com o cartão em terceira dimensão, um choque visual só superado pelas minhas camisas que “serviam direitinho” e pelas calças listradas. Afinal “She’s A Rainbow” e nós também éramos todos juntos, um arco-íris.

Assim terminava um ano que não vimos terminar. Tempo não era tempo. Tempo havia parado ou mudado seu próprio sentido alguns meses antes.

Eu lembro de estar passando pela vitrine de uma tradicional loja de discos da Libero Badaró e colado no vidro com a capa aberta, os quatro cavaleiros de Sua Majestade em trajes oficiais. Os sons que saiam da loja eram estranhos e inconfundíveis. Entrei, bisbilhotei e fiquei espantado.”If you can believe your eyes and ears” me disseram um ano antes, mas assim era demais.

Não que não estivéssemos avisados, de Norwegian Wood e In My Life em diante, passando por Love you To, sabíamos que alguma coisa ia acontecer. Séria, alguma coisa muito séria. Mas, “Tomorrow Never Knows” e não sabíamos a dimensão e os efeitos do momento que vivíamos.

Tem mais! Clique aqui »

Sgt. Peppers’ Lonely Hearts Club Band.

Quarenta anos depois, o nome soa firme, forte, absoluto. Como Stonehenge, Leeds Castle , King Arthur ou Robin Hood. Pertence ao imaginário e ao inconsciente coletivo. O mundo todo sabe With a Little Help From My Friends, Lucy In The Sky With Diamonds ou When I’m Sixty Four. O mundo todo reconhece a capa, os uniformes, os encartes e todos lembram exatamente onde estavam quando ouviram pela primeira vez. E vão lembrar para sempre caso a primeira vez seja hoje.

Não importa, um momento no espaço e na história foi encapsulado naquele LP. Muitas coisas, incontáveis, aconteceram depois daquele disco. Algumas também memoráveis como Dark Side Of The Moon ou Wish You Were Here. Algumas coisas estúpidas como dois “Bush” chegarem a presidente ou 11 de Setembro. O mundo, como dita o figurino, fez de tudo para acabar com nossa inocência, nossos sonhos e nossas poucas e suadas liberdades.

Só no centro da Londres de hoje, mais de um milhão de câmeras vigiam Every Breath You Take. Para entrar na terra do Tio Sam, já vêm através das nossas roupas, nos marcam como gado, como se aquele lugar fosse o escolhido por Deus. Ou pelo Diabo. Nada importa a não ser o que nos importa.

E somos outros apesar de sermos os mesmos.

 

Repitam em silêncio:
– Sgt. Peppers’ Lonely Hearts Club Band.

Deu pra arrepiar?

Agora tentem:
– The Beatles

Com amor,
Mick Wilbury
Que 40 anos atrás já ouvia Sgt. Peppers

Anúncios

3 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Iarinha said, on 05/06/2007 at 8:57 pm

    Afff que post lindo. Adorei. Tenho uma certa inveja branca desse tempo..rs. Não só por causa dos Beatles, mas por tudo. Vivemos num mundo louco demais… estamos constantemente preocupados com violência, meio-ambiente, tempo voando.. e ainda músicas ruins hauaha (há quem se salve, confesso). O mais fantástico é que depois de décadas, a banda continua viva como sempre. Nos nosso corações, mas continuam..
    Beijos!

  2. Sal said, on 05/06/2007 at 9:09 pm

    realmente o relato é emocionante!
    parabéns ao mick wilbury!
    bem vindo ao site e aguardamos mais textos!!!!!

  3. Aline Franzoi said, on 05/06/2007 at 9:35 pm

    I read the news today… oh, boy!
    de arrepiar!!!
    parabéns pela linda homenagem, Sal… e parabéns ao Wilbury pelo lindo relato!
    são músicas que vão embalar ainda muitas gerações…when I´m 64, muitos ainda vão amar os Beatles… meus filhos, e os filhos dos meus filhos, e os netos dos filhos dos meus filhos… porque eles são atemporais, são universais, geniais!
    longa vida ao Sgt Peppers! \o/
    hehehe
    ah, e adorei o layout comemorativo do blog, parabens, parabens rapazes!
    we hope you have enjoyed the show ^^

    *** Aline… in the sky with diamonds ***


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: