Soneto – Ode a Ela

Posted in Poesia by Colaborador on 16/10/2008

Lábios tênues de sorrisos alvos
Ufanam seu rosto
Como Apolo, em sublime trono
Iluminando a Terra com raios ígneos

Alva tez imaculada
Nascente de desejos
Alimento da mente
Doce veneno dos anjos

Ávidos olhos, breves
Cabelos encarnados
Universo vasto de sentidos

Nívea alma
Humanamente ilustre
Abarco seu nome nestes versos

Por Rodrigo Nogueira Palma

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: