Top 5 – Cinema 2008

Posted in Cinema, Top 5 by Colaborador on 29/12/2008

O ano que está quase acabando não foi muito produtivo para a indústria cinematográfica. Continuações forçadas e blockbusters decepcionantes marcaram as salas de cinema em 2008. Ainda assim, ainda é possível destacar cinco produções que estrearam por aqui (alguns filmes listados são de 2007, mas aportaram no Brasil apenas nesse ano) e cinco que, por incrível que pareça, conseguiram ficar abaixo da média. Detalhe: a lista é baseada nos filmes que assisti no cinema ao longo do ano, ou seja: não falo do que não sei e a lista dos ruins possui uma certa defasagem, porque tem filme ruim que eu nem me dignei ao trabalho de assistir!

TOP 5 MELHORES

1. Across the universe

O musical dirigido por Julie Taymor é, sem dúvida, o filme mais bacana que estreou por aqui em 2008. Trata-se de um ótimo tributo à geração “Beat”, com direito a músicas do quarteto de Liverpool embalando o romance de Lucy e Jude (sacou o trocadilho?). Ele ainda é ambientado nos movimentos dos jovens contra a guerra no Vietnã e conta com homenagens a personagens como Janis Joplin e Jimi Hendrix. Até para quem não gosta de musicais, vale dar uma conferida.

2. Senhores do crime

Uma das grandes injustiças do Oscar de 2008, Senhores do Crime a princípio é mais um filme de máfia. No entanto, o mistério em torno de um bebê cuja mãe era alvo da máfia russa envolvem a médica interpretada por Naomi Watts em um enredo violento e surpreendente. Ponto para a ótima atuação de Viggo Mortensen.

3. Onde os fracos não têm vez

Se Senhores do Crime foi o grande injustiçado do Oscar, não podemos dizer o mesmo de Onde os fracos não têm vez. Foi ele que deu o grande prêmio da noite aos irmãos Cohen que, depois dessa, deveriam desistir de vez da comédia. Uma perseguição bem western consagrou o ator Javier Bardem com o Oscar de melhor ator coadjuvante. Aliás, coadjuvante não sei de onde, afinal, ele rouba a cena praticamente o filme inteiro. Impossível não prender a respiração cada vez que o assassino entra em cena.

4. A família Savage

Mais um filme de 2007 que teve uma passagem discreta pelas salas brasileiras. A história é sobre dois irmãos de meia-idade que levam suas vidas solitárias até que a debilitada saúde do pai os reúne em busca de mais dignidade para os últimos momentos de vida do velho. Brilhantes interpretações de Laura Linney e Philip Seymour Hoffmann que nos fazem repensar essa idéia de que não precisamos de mais ninguém em nossas vidas. Pelo menos eu repensei isso.

5. Vicky Cristina Barcelona

Woody Allen finalmente voltando a ser Woody Allen! O divertido triângulo amoroso entre Javier Bardem, Scarlett Johansson e Penélope Cruz devolveu o gás que Allen apresentava em tramas como Noivo neurótico, noiva nervosa. A troca de Nova York por Barcelona e a presença da atriz espanhola tornam a trama interessante e divertida, o contrário de suas duas últimas produções.

TOP 5 PIORES

1. Super-herói – o filme

Como já disse, não posso afirmar que foi o pior filme do ano, mas sem dúvida foi o pior que eu vi! Sei que lançaram um no mesmo estilo, mas aí foi demais pro meu bom-gosto. Super-herói – o filme é um daqueles filmes estilinho Todo mundo em pânico, exceto pelo fato de que esse não é engraçado. Eu, pelo menos, não achei graça! Gente, filme de super-herói teve a granel nos últimos anos, eles tinham muitas referências legais pra satirizar! Filmes desse gênero têm tudo pra serem inteligentes, coisa que esse aqui nem almeijou ser!

2. A múmia 3

Mais uma daquelas continuações desnecessárias. Tipos, apesar de ser daqueles filminhos de Sessão da Tarde, eu achei os dois primeiros filmes legaizinhos, ponto. Não precisava de um terceiro! Trocaram Rachel Weisz por Maria Bello, fizeram o Alex muito velho, fizeram uma trama completamente desconhecida e absurda e ainda queriam que a gente caísse nessa! Assim como Super-herói – o filme, mais uma comédia que não me fez rir.

3.Quase irmãos

Só assisti a esse filme pra cumprir a minha quota de idas ao cinema do ano e pra dar uma chance às comédias, que há algum tempo não assistia no cinema. Quando comecei a ver Quase irmãos, me lembrei do porquê. Tá, até que essa comédia me fez rir, mas o roteiro é completamente for dummies. Existe um motivo para eu não gostar de Will Ferrel. Pegaram aquela história dos caras mais velhos que ainda moram com os pais, que poderia ser bem trabalhada, conheço muitos casos assim, mas fizeram como se eles fossem dois doentes mentais! Fraco, fraco…

4. Última parada 174

Quem me conhece, sabe que eu dou todos os descontos possíveis para os filmes nacionais. E, realmente, algumas das últimas produções daqui me supreenderam nos últimos tempos. Não foi o caso de Última parada 174. Ficou naquele enredo lugar-comum que já foi muito bem representado por Cidade de Deus e Tropa de elite, nada de novo. Além disso, criou uma versão mirabolante da história do Sandro (seqüestrador da linha 174) e caíram naquela bobeira de inocentar bandido, coisa que pra mim não cola. Fique com o documentário Ônibus 174, de José Padilha, que o enriquecimento cultural é bem maior.

5. Indiana Jones 4

Então né? Essa moda de ressucitar heróis que já freqüentam geriatras parace que veio pra ficar. Acho uma pena mesmo que tenham aprontado essa pra cima do Indie. Se serve de consolo, até que o filme começa bem, com boas referências dos filmes anteriores. Mas né? Não cola mais Harrisson Ford com aquele agilidade toda! Poderiam dar um certo ar de derrota pra ele, como fizeram com o Mr. Balboa. Tá, isso a gente até atura… mas o lance dos ETs? Sério? Naonde acham que isso tem a ver com as aventuras do Indie? Forçou a boa vontade dos espectadores.

Luciana da Cunha
Que não viu e não gostou de Rambo IV

Anúncios
Tagged with:

6 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. pontocruz said, on 03/01/2009 at 10:55 am

    […] Leia mais deste post no blog de origem: Clique aqui e prestigie o autor […]

  2. Sal said, on 09/01/2009 at 12:55 pm

    Minha amiga Lu, vc não assistiu Batman o Cavaleiro das Trevas?
    e Indiana Jones talvez seja realmente ruim para quem não assistiu a trilogia clássica nos cinemas, na década de 1980. para quem, como eu, teve essa felicidade, o novo Indy é ótimo, pura nostalgia, emoção e rende homanegem aos típicos filmes do pós guerra da dácada de 1950, por isso, tinha que ter ETs sim!
    mas o que seria do azul se todos gostasssem de amarelo? rsrsrsrsrsr
    Ah, e antes que eu me esqueça, Harrison Ford Rules!!!!

  3. ouvidoriasexual77 said, on 10/01/2009 at 3:48 pm

    Uma pena você não ter ido ver Batman no cinema. Eu não sou muito fã de filmes de super heróis mas depois que vi Batman – O Cavaleiro das Trevas no cinema tudo mudou. A atuação do Heath Ledger como Coringa é fabulosa e ofusca o personagem principal. Sem contar que quando você acha que o filme está pra terminar ele começa novamente ainda melhor. Vicky Cristina Barcelona é ótimo. Amo, amo.

  4. Luciana said, on 13/01/2009 at 1:56 pm

    leitor desconhecido: eu assisti SIM Batman no cinema. Ele não apareceu aqui, simplesmente porque não é um dos melhores filmes de 2008. Aliás, eu nem o incluíria nos 10 melhores de 2008. Eu tb não gosto de filmes de heróis, pois sou fã das histórias em quadrinhos, principalmente Batman, e principalmente da Graphic Novel Cavaleiro das Trevas, que é anos-luz melhor do que a película.
    E sobre a atuação do Heath Ledger: só ganhou o Golden Globe porque morreu… ele ofusca o Batman porque o Christian Bale é um frouxo!

    Se fosse pra escolher uma adaptação de 2008, ainda ficaria com Homem de Ferro!

  5. Sal said, on 13/01/2009 at 2:14 pm

    lu, apesar de vc ter ignorado meu comentário, ainda sou seu amigo! huauhuiahuahuahuhuia!
    e acho o maior barato em ver que nossos gostos não são em nada parecidos, apesar de sermos arianos! rsrsrsrs
    batman, dos filmes que assisti, foi o melhor de 2008, sem dúvidas.
    e sim, o homem-de-ferro foi muito bom. o lance é que vc e o joel comparam cinema com quadrinhos, aí não dá! uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa rsrsrsrsrsrs
    vc provavelmente irá execrar watchmen.
    mas como eu disse anteriormente, o que seria do azul se todos gostasssem de amarelo? rsrsrsrsrsr
    beijos minha amiga

    “Why So Serious?”

  6. Joel Minusculi said, on 13/01/2009 at 3:19 pm

    Sal! Tem sim um leitor anônimo: o ouvidoria sexual que comentou do Batman xD Aliás, é uma indicação de blog do Pega no Meu!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: