A Marca do Desejo

Posted in Poesia by Sal on 27/10/2007

Feche os olhos!
Vê o escuro?
Estou brincando na escuridão
Estou no centro do escuro que você vê!

 

Posso ouvir os seus gemidos!?
Vê — É fascinante!
A lua é linda até pela metade
Jóia serena — Imaculada!

 

O mundo gira
Meus olhos saltam as órbitas
Está acontecendo no seu cérebro
O mar está mais selvagem do que nunca

 

Ouça!
Procure no escuro!
Sou eu quem chamo
É você quem impera!

O Rei está nu com a sua poesia
O Rei está nu com a sua ironia
O Rei está nu com a sua fantasia
O Rei está cru
Porém você não está nua
Sou eu quem chamo
É você quem é lua!

 

Veja os sinais
Liberte o que há em você
Não posso te acordar
Desperta sozinha!

 

A palavra é o objeto
O grito é a marca do desejo!
Uma estrela não se mostra o tempo todo
As flores continuam sendo esmagadas pela hipocrisia

 

Posso desvendar os teus segredos!?
Vê — É adorável!
O Sol além de astro é rei
Se oferece mas não se entrega!

 

Estou em busca de uma coisa que não tenho
Sou uma vítima de mim mesmo
Sou o palhaço do mundo
Sou o meu próprio alimento
Sou o vôo soturno
Me ofereço mas não me entrego!

 

Sinto frio!
Sou Vasto!
A solidão é o preço a ser pago!
Tenho a alma frágil!

 

Vê — Há lágrima em meus olhos!
Há mágica no ar pra realizar teu sonho!
Grite!
Qual o nome da tua alma?

 

Feche os olhos!
Procure pela minha língua!
Ela está na sua boca
Despudoradamente mágica!

 

O amor se esconde
Para ir ao encontro de quem o procura!
A praia murmura sábias frases cristalizadas
Pra executar o vôo noturno
Nas direções desejadas!

 

por Ariston Sal Junior

Anúncios
Tagged with: , , , ,